Bem Vindo ao Blog do Professordesiderio

terça-feira, 11 janeiro, 2011

Salvador: veja a programação deste sábado do carnaval 2016

sábado, 6 fevereiro, 2016

Agência Brasil

Circuito Dodô: Barra-Ondina

15h – Ivete Sangalo

15h30 – Bell Marques

18h – Timbalada

19h – Luiz Caldas (Trio Independente)

22h – Babado Novo

Circuito Osmar: Campo Grande

11h – Bloco Infantil, com Carla Perez

14h30 – É o Tchan

18h15 – Banda Armandinho, Dodô e Osmar

21h45 – Banda Didá feminina

23h45 – Axé Dadá

01h45 – Ilê Aiyê

Carnaval de Salvador atrai multidão
Carnaval de Salvador atrai multidão

Circuito Batatinha: Pelourinho

17h20 – Banda Filhas de Gandhy18h20 – Banda Setropeiro/Samba Mulheres

19h40 – Banda Tambores e Cores

20h40 – Banda Swing Pelô

21h40 – Bloco de Reggae Cabeça de Gelo

Outros circuitos

A folia também ocorre em outros quatro circuitos, além do carnaval nos bairros da cidade. A programação completa está no site http://www.curtacarnaval.com.br.


EXCLUSIVA: Saída de Pinheiro do PT visa Senado em 2018

sexta-feira, 5 fevereiro, 2016
Foto: Emerson Nunes/Política Livre

Senador Walter Pinheiro pensa no melhor partido para disputar reeleição ao Senado em 2018

A possibilidade de o senador Walter Pinheiro deixar o PT para migrar para um outro partido da base como o PSD não o retira da disputa, no campo do governo do Estado, pela Prefeitura de Salvador.

Foi o próprio governador Rui Costa (PT) quem admitiu a hipótese do afastamento do senador do partido, garantindo, no entanto, que ele terá espaço como candidato no grupo, se assim for o seu desejo.

Embora Rui não deseje que Pinheiro se afaste da agremiação que ajudou a fundar no Estado, o governador deixou claro que o mais importante para o senador é manter-se como seu aliado.

Assim, Pinheiro ajudaria Rui a fazer o enfrentamento de ACM Neto (DEM) na sucessão municipal. A idéia de saída de Pinheiro do PT está, no entanto, associada a outro projeto.

Em outra agremiação, ele pode pleitear, com mais competitividade, uma das duas vagas ao Senado em 2018 numa chapa liderada por Rui da qual deverá tomar parte também um outro petista.

Trata-se do ministro Jaques Wagner, hoje na Casa Civil, que também deve sair ao Senado. Mesmo que Rui esteja fortíssimo no momento de disputar a reeleição, o PT não terá condições de ocupar três das quatro posições na chapa de 2018.

Política Livre

Nosso comentário:

parece que na Bahia, assim como em São Paulo, a mídia ou maior parte dela tem lado. Assim sendo, é mais um partido político. A mídia-partido tenta a todo custo fazer valer a sua vontade e, não a verdade dos fatos. No caso de São Paulo se um parlamentar petista recebe dinheiro de empreteira é propina, se é da oposição ao governo central é “Cota”.

Na Bahia, o senador Walter Pinheiro já disse: Não, não e não a ser candidato a prefeito em 2016. Também disse não disputará a reeleição. Pergunta-se se o senador não é candidato a reeleição, pode está deixando o PT para ser candidato a senador? 

Parece óbvio que não. Claro que o mídia-partido discorda da tese, mesmo sem fundamento. resta claro, potanto,  na nossa opinião, que o senador Pinheiro quer ser candidato a governador da Bahia, em 2018.


Paulo Pimenta afirma que imprensa trata propina para Aécio como “cota”

sexta-feira, 5 fevereiro, 2016
Parlamentar questiona, ainda, ausência de depoimento de FHC na operação Zelotes
Pimenta gravou vídeo questionando tratamento dado aos ex-presidentes Lula e FHC
Pimenta gravou vídeo questionando tratamento dado aos ex-presidentes Lula e FHC

“A cada dia que passa a grande imprensa brasileira e setores da Polícia Federal conseguem se superar na sua disposição de manipular a verdade, prejudicar o Partido dos Trabalhadores, proteger seus apaniguados e perseguir o presidente Lula. Um delator do esquema da Lava Jato, Fernando Moura, foi categórico quando disse que o esquema de corrupção de Furnas garantia que 1/3 fosse para Aécio Neves. Os jornais trataram de maneira constrangida, mas, o que é pior, a matéria do jornal ‘Estadão’ afirma: ‘Delator diz que Aécio teve cota na direção de Furnas’. Cota! Então, para o Aécio não é propina, para o Aécio não é corrupção, o 1/3 do dinheiro desviado que ia para o Aécio a imprensa trata como cota”, disse Pimenta.

O parlamentar questiona, também, a conduta do delegado Marlon Cajardo, da Polícia Federal, que vinha, pela operação Zelotes, investigando sonegação fiscal de mais de R$ 20 bilhões no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, vinculado ao Ministério da Fazenda, e que, de repente, mudou o foco da investigação para a compra de Medidas Provisórias. Segundo Pimenta, o delegado da PF extrapolou suas prerrogativas para aparecer no ‘Jornal Nacional’ e negligenciou os grandes sonegadores na operação. Pimenta denuncia, ainda, a diferença de tratamento dispensada aos ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso.

“O delegado Marlon Cajado, que conduz a operação Zelotes, está conseguindo a cada dia revelar que perdeu toda a liturgia do cargo e se tornou um militante da causa contra o PT, contra o governo e contra o Lula. Aliás, delegado, o senhor começou investigando uma denúncia do Carf de grandes sonegadores que roubaram mais de R$ 20 bilhões. Onde é que estão as denúncias, delegado? Parou com essa investigação e abriu uma investigação sobre suposta venda de Medidas Provisórias, MP que foi editada pelo Fernando Henrique, a quem o senhor nunca chamou para depor. E agora anunciar que existe um inquérito paralelo e que o senhor está investigando a possibilidade de o presidente Lula ter alguma participação nesse episódio? Se há poucos dias o senhor chamou o presidente Lula para falar como informante, abrindo mão de suas prerrogativas constitucionais para colaborar com a justiça?”, pergunta o parlamentar.


‘Corda termina provocando atrito’, diz Rui, sobre aumento de atrações pipoca

quinta-feira, 4 fevereiro, 2016
por Luana Ribeiro

'Corda termina provocando atrito', diz Rui, sobre aumento de atrações pipoca

Foto: Manu Dias / GOVBA
O governador Rui Costa afirmou nesta quinta-feira (4), em entrevista à TV Aratu, que percebeu um impacto positivo dos trios sem cordas na sensação de segurança durante o Carnaval. “Não tem empurra – empurra, não tem violência. É um mar de gente e a corda termina provocando um atrito”, observou, durante a passagem de Bell Marques no Circuito Dodô. Sobre os questionamentos em torno dos trios independentes de Bell e Ivete, promovidos pelo governo do Estado, Rui classificou como “crítica pequena”. “Primeiro que o cachê foi pago com o dinheiro da inciativa privada, varias empresas ajudaram”, declarou, acrescentando que continuará articulando investimentos para ampliar o apoio aos trios independentes. “O resultado econômico, no emprego das pessoas é muito positivo, supera muito qualquer investimento que o governo tenha”, completou. O governador reforçou o pedido de paz no Carnaval e deu destaque ao assédio às mulheres durante a festa. “É bom namorar, desde que a mulher queira”, disse.

Circuito Batatinha: Microtrios são 'tendência', diz criador da Garampiola

Foto: Ramsés Moura/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
A Garampiola, parte da programação de micro e nanotrios no Circuito Batatinha, surgiu há três anos, na esteira de atrações menores e sem cordas. “[O nanotrio surgiu] seguindo a tendência, você vê aqui hoje quantos microtrios já tem aqui. Alguém me deu a ideia, eu já fui músico durante muito tempo, tocava percussão. E aí eu e meu colega, Maurílio, juntamos uma grana e fizemos”, conta Ubiratan Silva, idealizador da Garampiola. Ao som de sucessos tradicionais, como “Zanzibar” e “Pombo Correio”, e de cantores da MPB, como Lulu Santos e Vander Lee, a criação de Silva irá nesta sexta-feira (5) ao Circuito Osmar (Campo Grande) e à noite, volta ao Pelourinho.

Neto nega divergências com Rui: ‘Nunca teve e nunca terá’

Foto: Divulgação / Agecom
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), aproveitou as atrações que passaram pelo circuito Osmar (Campo Grande) nesta quinta-feira (4). Depois de ser saudado por Ivete e Bell, o gestor concedeu coletiva de imprensa e negou qualquer disputa com o governador Rui Costa (PT).  Toda quinta-feira de Carnaval estou no Campo Grande desde que assumi a Prefeitura, que tem uma parceria forte com os blocos de samba. E é a Prefeitura que organiza o Carnaval. Não teria razão para não vir”, explicou. “Nunca teve e nunca terá. Alguns setores da imprensa, e isso é natural, criam especulações, mas nunca tivemos divergência sobre carnaval, metrô ou qualquer coisa. Temos divergências no campo político-partidário e isso é bem claro, mas não existe disputa”, completou. Neto falou ainda, especificamente, sobre a questão da integração entre ônibus e metrô. “As secretarias da Casa Civil do governo e da Prefeitura estão dialogando permanentemente sobre isso e da parte de lá não foi trazida nenhuma novidade ou preocupação. Por isso, confesso que tenho dificuldade em opinar sobre esse assunto. Um acordo com validade de 90 dias foi feito e está em vigor. Essa equação em vigor pode ou não ser consolidada e a tendência é que seja”, declarou. Depois da coletiva, o gestor segue para o circuito Dodô (Barra-Ondina).
Fonte das matérias:  www.bahianoticias.com.br

Salvador já vive oficialmente o clima do Carnaval; junto com Rui Costa, ACM Neto entrega chaves da cidade a Momo

quinta-feira, 4 fevereiro, 2016

0758

 

O prefeito entregou as chaves da cidade ao lado do governador

Com muita animação e de forma inédita, o Carnaval de Salvador foi aberto oficialmente na noite desta quarta-feira (3), na Praça Municipal, com a entrega das chaves da cidade pelo prefeito ACM Neto ao Rei Momo Nivaldo Santos Nery, ao lado do governador Rui Costa e demais autoridades.

O pontapé inicial da cerimônia foi dado na Praça Castro Alves, quando o cortejo com mais de 15 atrações lideradas pela Caetanave com Carlinhos Brown levaram o público até o palanque oficial para, em seguida, terminar o desfile no Terreiro de Jesus.

O “cacique do Candeal” saudou o prefeito e autoridades e elogiou a organização da cerimônia. “Hoje estamos muito agradecidos. Este retorno do Carnaval clássico com marchinhas, bandinhas e sem cordas tem de novo a oportunidade de estar na rua, na sempre chique Rua Chile”, destacou Brown, que logo depois entoou a música “Cidade Miscigenada”.

Acompanhado do pai, Antônio Carlos Magalhães Junior, de secretários e demais gestores municipais, o prefeito ACM Neto ressaltou que o clima da abertura da festa é um resumo dos próximos sete dias de folia. “O cortejo traz um pouco de cada coisa do Carnaval de Salvador e, o mais importante, faz com que a alegria também chegue aqui ao Centro Histórico nessa quarta-feira, numa novidade para a festa. Tenho certeza que esse vai ser o maior Carnaval de todos os tempos, de muita alegria e de muita paz para que o folião possa curtir com toda emoção nas ruas de Salvador”, pontuou.

O governador Rui Costa desejou uma folia de muita paz e tranquilidade para todos. “Que o folião venha com o espírito da alegria, da dança, da música e da paquera, claro que com todo o respeito às mulheres e, acima de tudo, de paz. Queremos que o nosso Carnaval seja conhecido no mundo inteiro como um Carnaval de paz”.

Comandante da folia pelos próximos dias, o Rei Momo “Duzinho”, 38 anos, que é diretor teatral e tem 138kg distribuídos em 1,82m,  afirmou que aproveitou a festa para fazer um pedido às autoridades. “Sugeri um decreto que criasse o Museu do Carnaval, onde possa mostrar para o mundo a história da nossa festa, que é a maior festa popular do planeta”, afirmou, ao desejar a todos um Carnaval de paz, amor e alegria. Também estavam presentes a Rainha do Carnaval, Ana Caroline Amaral, e as princesas Natale Paim e Rosangela Gomes.

Fechando o cortejo, o cantor Saulo arrastou uma multidão e também agradeceu ao prefeito pelo convite e pela iniciativa de inovar na abertura da folia. “Obrigado por me convidar para este momento, é uma grande honra estar aqui. Parabéns pelo trabalho todo realizado, pela organização, por realizar o melhor Carnaval. Olha aqui para esse público, somos todos um. Obrigado, obrigado, só tenho a dizer obrigado”, disse emocionado.

Circuito Sérgio Bezerra

Também na noite desta quarta-feira (3), acontece o desfile das bandas de percussão e fanfarra no Circuito Sérgio Bezerra, que abrange o trecho entre o Farol da Barra e o Morro do Cristo. São 28 atrações, dentre elas a banda Habeas Copos, pioneira na folia da Barra na quarta-feira e criada pelo administrador Sérgio Bezerra, que acabou sendo homenageado com a criação do trajeto em seu nome pela Prefeitura, em 2013.

http://www.interiordabahia.com.br


Após paralisação, aeronautas e aeroviários mantêm negociação com empresas aéreas

quarta-feira, 3 fevereiro, 2016

Agência Brasil

As categorias rejeitaram a proposta das empresas aéreas, que previa reajuste parcelado com a reposição da inflação e não retroativo à data-base (1º de dezembro). Os trabalhadores reivindicam reajuste de 11% nos salários e benefícios, retroativo à data-base, para recompor as perdas inflacionárias nos salários.

Em assembleia nacional na manhã de hoje (3), após paralisação que causou atrasos e cancelamentos de voos pelo país, os aeroviários e aeronautas decidiram continuar as negociações salariais com as empresas aéreas. Uma nova assembleia foi marcada para o dia 11 de fevereiro, para analisar as propostas de reajuste e o movimento grevista. Até lá, não estão previstas novas paralisações.

As categorias rejeitaram a proposta das empresas aéreas, que previa reajuste parcelado com a reposição da inflação e não retroativo à data-base (1º de dezembro). Os trabalhadores reivindicam reajuste de 11% nos salários e benefícios, retroativo à data-base, para recompor as perdas inflacionárias nos salários.

1 / 10

“O problema não é só o retroativo, mas o parcelamento ao longo do ano de 2016. Da forma que eles propuseram, a última parcela de reajuste seria em dezembro de 2016, sendo que teríamos todo o acumulado de 2015 e mais do ano de 2016 e já há estudos em torno de 13% a 14% de inflação para este ano. Já estaríamos em nova negociação sem ter fechado essa última, o que nos colocaria em um prejuízo enorme”, disse o diretor do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Leonardo Souza.

Companhias aéreas

O Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), que representa as companhias TAM, Gol, Azul e Avianca, informou que continua aberto a negociações com os aeronautas e aeroviários. Segundo a assessoria da entidade, nos últimos dez anos, sempre houve reposição da inflação com ganho real e melhorias de cláusulas sociais para os trabalhadores. Na primeira proposta feita pelas empresas na negociação atual, há também a garantia de emprego ao longo de 2016.

“Temos um histórico bom que prima pelo compartilhamento e manutenção do poder de compra dos trabalhadores. […] Nossa situação [do setor aéreo] é de desaquecimento da demanda, menos pessoas têm viajado e isso tem representado um desafio enorme para as empresas, os custos aumentaram e as receitas estão em tendência de queda”, informou a Snea.

A paralisação de cerca de duas horas na manhã de hoje provocou atrasos e cancelamentos de voos nos principais aeroportos do país. Segundo dados da Infraero, dos 908 voos previstos entre a meia-noite e o meio-dia, 347 atrasaram e 157 foram cancelados.

A orientação é que os passageiros que têm voo para hoje entrem em contato com a empresa aérea para, se preferir, fazer a remarcação e quem vai para o aeroporto dê preferência aos canais eletrônicos e totens de check-in.


Lava Jato: Moro suspende ação penal contra ex-executivos da Odebrecht

terça-feira, 2 fevereiro, 2016

Agência Brasil

A decisão do juiz foi motivada pelo entendimento da Justiça da Suíça de que o compartilhamento de documentos entre o Ministério Público suíço e o Ministério Público Federal (MPF) sobre o suposto pagamento de propina a ex-funcionários da Petrobras foi ilegal. A decisão vale até que Ministério Público brasileiro se manifeste sobre a questão.

O juiz federal Sérgio Moro determinou a suspensão da tramitação da ação penal na qual ex-executivos da Empreiteira Odebrecht são investigados na Operação Lava Jato
O juiz federal Sérgio Moro determinou a suspensão da tramitação da ação penal na qual ex-executivos da Empreiteira Odebrecht são investigados na Operação Lava Jato

A empreiteira recorreu para impedir que o Ministério Público brasileiro utilize os dados financeiros para embasar as investigações da Lava Jato envolvendo a empresa. De acordo com as investigações, os valores indevidos eram pagos em contas operadas pelo ex-diretores da estatal na Suíça, por meio de empresas offshore controladas pela Odebrecht.

Na decisão, Moro explicou que, apesar de a Justiça suíça reconhecer que ocorreram erros procedimentais no repasse dos documentos, o tribunal não pediu a devolução das provas, fato que impediria a uso dos dados nas investigações no Brasil.

Em julho do ano passado, ao decidir pela abertura de ação penal contra ex-dirigentes da empreiteira, Moro afirmou que há evidências de que a Odebrecht fez pagamentos aos investigados, por meio de contas na Suíça.

“Em especial, a documentação vinda da Suíça, em cognição sumária com a prova material do fluxo de contas controladas pela Odebrecht a dirigentes da Petrobras, é um elemento probatório muito significativo, sem prejuízo da discussão pelas partes e apreciação final pelo Juízo.”


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.