Bem Vindo ao Blog do Professordesiderio

terça-feira, 11 janeiro, 2011

Com 161 leitos e 11 salas cirúrgicas, HGE 2 vai desafogar urgência e emergência de Salvador

domingo, 25 setembro, 2016

Com 161 leitos e 11 salas cirúrgicas, HGE 2 vai desafogar urgência e emergência de Salvador

Foto: Elói Corrêa / GOVBA
Com inauguração marcada para a próxima segunda-feira (26), o Hospital Geral do Estado 2 (HGE 2) terá como principal impacto o desafogamento de unidades que atendem urgência e emergência em Salvador, especialmente do HGE original. “Vai gerar o desafogamento de salas cirúrgicas que viviam pressionadas na emergência do HGE. Como é a maior porta de emergência do estado, tinha sempre pacientes com ferimentos por arma de fogo ou arma branca precisando de cirurgias”, afirmou o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas. A nova unidade, que funcionará como um anexo do HGE, contará com 161 novos leitos, 11 salas de cirurgia e equipamentos de última geração. O governo do Estado investiu mais de R$ 90 milhões entre obras e equipamentos, que consolidam o complexo como referência estadual no atendimento a vítimas de traumas. O HGE 2 terá um andar inteiramente ocupado por seu centro cirúrgico, que conta com salas de cirurgia geral, transplantes e queimados, um dos mais modernos do país. “Hoje o HGE atende quase 6 mil pacientes por dia. Como a porta de emergência continuará sendo a mesma, o que nós vamos conseguir ampliar é a resolutividade e a qualidade do atendimento desses pacientes. Antes, muitos pacientes ficavam esperando horas para serem operados ou precisavam esperar transferência para outros hospitais quando o centro cirúrgico acabava ficando lotado”, explicou Vilas-Boas. Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), o HGE 2 será referência em cirurgia geral, traumato-ortopedia, cirurgia oftalmológica (proveniente de trauma), cirurgia plástica reparadora, cirurgia torácica, cirurgia buco-maxilo facial e cirurgia de coluna.
Bahia Noticias
0904

‘New York Times’ declara apoio a Hillary Clinton na eleição presidencial dos EUA

sábado, 24 setembro, 2016

Para jornal, Trump é o “pior candidato de um grande partido na história moderna americana”
Jornal do Brasil

O jornal The New York Times declarou neste sábado (24) apoio à democrata Hillary Clinton na eleição presidencial dos Estados Unidos. Segundo o Times, “em um ano de eleição normal, nós compararíamos os dois candidatos presidenciais lado a lado sobre as questões”, porém o periódico disse que “este não é um ano de eleição normal”. O editorial defendeu que Hillary seria mais qualificada do que o rival Donald Trump para lidar com os desafios enfrentados pelo país. E fez, ainda, duras críticas ao republicano, que, para o jornal, é o “pior candidato de um grande partido na história moderna americana”.

“O compromisso de uma vida inteira para resolver problemas no mundo real qualifica Hillary Clinton para este trabalho, e o país deve colocá-la para trabalhar”, afirmou o Times sobre a ex-secretária de Estado e senadora por Nova York.

0949
Candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton
Há dois dias antes do primeiro debate presidencial, ponto alto da campanha, a seis semanas da eleição, o editorial elogiou seu trabalho de restaurar a credibilidade na política externa enquanto secretária de Estado e a favor de melhores condições para crianças, mulheres e famílias ao longo de sua carreira. O jornal descreveu Clinton como “uma das políticas mais obstinadas de sua geração”.

“A senhora Clinton mostrou ser uma realista que acredita que os EUA não podem simplesmente se esconder atrás de oceanos e muros, mas deve se engajar com confiança no mundo para proteger seus interesses e ser fiel aos seus valores”, escreveu o jornal.

Hillary irá encarar Trump pessoalmente na noite de segunda (26), no primeiro de três debates presidenciais, na Hofstra University, em Hempstead, em Nova York. As pesquisas eleitorais mostram uma vantagem de quatro pontos percentuais da democrata sobre o republicano. Hillary tem ficado na frente de Trump na pesquisa durante a maior parte da campanha em 2016, mas a vantagem dela tem se reduzido desde as convenções nacionais democrata e republicana, em julho.


Lava Jato: STF autoriza investigação preliminar sobre citação a Temer

sábado, 24 setembro, 2016
Caso foi encaminhado a Rodrigo Janot, que decidirá sobre abertura de inquérito

O relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Teori Zavascki, determinou nesta sexta-feira (23) abertura de uma petição com trechos de depoimentos e gravações nas quais o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado cita o presidente Michel Temer em supostas tentativas de alguns parlamentares para interromper as investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras.

As novas frentes da primeira fase da investigação, se solicitadas por Janot e autorizadas pelo ministro, deverão tratar sobre o suposto “acordão” para barrar as investigações da Lava Jato, uma doação de R$ 40 milhões do Grupo JBS para o PMDB, um suposto repasse ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) de recursos para viabilizar a candidatura dele à presidência da Câmara dos Deputados em 1998 e o suposto pedido do presidente Michel Temer de ajuda de recursos para a campanha do ex-candidato à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita.

Machado fez delação premiada sobre Petrobras
Machado fez delação premiada sobre Petrobras

A partir da decisão de Zavascki, o procurador-geral também deverá avaliar como será apresentada ao Supremo a investigação contra mais 20 políticos citados pelo ex-diretor acusados de receber propina.

Na mesma decisão, o ministro decidiu que somente citados que tem foro privilegiado, como os deputados e senadores, vão responder às acusações na Corte. Os demais serão enviados para julgamento pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal em Curitiba.

Em junho, o ex-presidente da Transpetro disse, em delação premiada, que Temer pediu recursos ilícitos para a campanha de Gabriel Chalita (PDT), em 2012. Em resposta, Temer, até então presidente interino, classificou de “manifestação irresponsável”, “leviana”, “criminosa” e “mentirosa” a declaração de Machado. Em nota, Machado reiterou o pedido feito por Temer e disse que, como presidente da Transpetro, encaminhou a solicitação de doação oficial à construtora Queiroz Galvão, que era fornecedora da Transpetro.

“Em setembro 2012, fui procurado pelo senador Valdir Raupp (PMDB-RO), presidente em exercício do partido, com uma demanda do então vice-presidente da República, Michel Temer: um pedido de ajuda para o candidato do PMDB a prefeito de São Paulo, Gabriel Chalita, porque a campanha estava em dificuldades financeiras”, diz a nota. “Naquele mesmo mês, estive na Base Aérea de Brasília com Michel Temer, que embarcava para São Paulo. Nos reunimos numa sala reservada; Na conversa, o vice-presidente Michel Temer solicitou doação para a campanha eleitoral de Chalita”, continuou Machado, na nota.

Ele também disse que o então “vice-presidente e todos os políticos citados sabiam que a solicitação seria repassada a um fornecedor da Transpetro, através de minha influência direta. Não fosse isso, ele teria procurado diretamente a empresa doadora”. Sérgio Machado diz que “é fato” que nunca esteve com Gabriel Chalita.

Vereador diz SIM pra Alice 65

0904

 


Governo Temer nega cortes de disciplinas no ensino médio

sexta-feira, 23 setembro, 2016

Proposta prevê obrigatoriedade de português e matemática e “flexibilização” das outras
Jornal do Brasil

Após forte polêmica do plano de educação para o Ensino Médio proposto pelo governo de Michel Temer por meio de Medida Provisória (MP), sem debate no Congresso ou com a sociedade, o governo divulgou nota na noite desta quinta-feira (22) destacando que a medida não inclui “corte de nenhuma disciplina” no ensino médio.

“Não está decretado o fim de nenhum conteúdo, de nenhuma disciplina. Do que a Base Nacional definir, todas elas serão obrigatórias na parte da Base Nacional Comum: artes, educação física, português, matemática, física, química. A Base Nacional Comum será obrigatória a todos”, diz o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Soares, na nota oficial do MEC.

Em entrevista ao Zero Hora, o secretário apontou que houve um erro que gerou a suposta confusão. “Eu assumo a responsabilidade, houve um erro que infelizmente levou a essa confusão. Não se está acabando com nada.”

A proposta do governo, todavia, “flexibiliza” o curso de outras disciplinas, e torna obrigatório apenas o ensino de português e matemática a partir da segunda do ensino médio. A MP dá esta autonomia a estados e municípios, mas as disciplinas continuam no currículo, explicou a assessoria de imprensa do Ministério da Educação ao JB.

0948
Lançamento do programa Novo Ensino Médio – Escola em Tempo Integral
Anteriormente, o texto divulgado apontava que Português e matemática seriam os dois únicos componentes curriculares obrigatórios nos três anos do ensino médio. Atualmente, a etapa tem 13 disciplinas obrigatórias para os três anos. O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que o objetivo seria tornar o ensino médio mais atraente para o jovem.

O texto, que modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/1996), determinava o fim da obrigatoriedade do ensino de arte e de educação física no ensino médio. As disciplinas seriam obrigatórias apenas no ensino infantil e fundamental.

Rossieli Soares disse que a “diferença é que quando você faz as ênfases, você pode colocar somente os alunos que tenham interesse em seguir naquela área”. “Vamos inclusive privilegiar professores e alunos com a opção do aprofundamento”, alegou o secretário.

De acordo outra nota divulgada pelo MEC, a carga horária continuará sendo de 2.400 horas, sendo o limite máximo de 1.200 horas para a Base Nacional Curricular Comum (BNCC). As demais 1.200 horas serão voltadas para o currículo flexível.

“A BNCC vai nortear as aprendizagens e competências necessárias e o aluno poderá cursar os componentes curriculares definidos por esse documento. E na parte flexibilizada do currículo, o estudante que optar pelo aprofundamento e formação na área de ciências sociais e humanas, por exemplo, dedicará ainda mais tempo para os componentes curriculares como filosofia ou sociologia”, disse o ministro.

O Novo Ensino Médio estabelece a ampliação gradual da jornada escolar. O Governo Federal diz que vai trabalhar em parceria com os estados para duplicar o número de alunos e que uma política de escolas em tempo integral vai priorizar as escolas e regiões de vulnerabilidade social ou com baixos índices sociodemográficos.

A mesma nota fala na obrigatoriedade apenas da “oferta de língua portuguesa e matemática, ano a ano, durante os três anos do ensino médio”, e que as outras disciplinas da Base Comum poderão ser ministradas conforme determinação das redes e das próprias escolas.

A Base Nacional Comum Curricular começará a ser discutida no próximo mês e deverá ser definida até meados do ano que vem, de acordo com o Ministério da Educação.


Isidório conclama candidatos a não irem para debate na TV Bahia: ‘Neto nos desrespeitou’

sexta-feira, 23 setembro, 2016
por Francis Juliano / Bruno Luiz
Isidório conclama candidatos a não irem para debate na TV Bahia: ‘Neto nos desrespeitou’

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
A ausência do candidato à reeleição ACM Neto (DEM) no debate desta quinta-feira (22), transmitido pela TVE, continua sendo o assunto mais comentado da noite e municiando críticas dos adversários ao democrata. O Pastor Sargento Isidório (PDT), por exemplo, sugeriu, em discurso exaltado, um desafio: que os candidatos não compareçam ao debate realizado pela TV Bahia, em protesto ao não comparecimento de Neto ao programa desta quinta. “O que o faraó está pensando? Que ele é um ser supremo? É assim que ele diz que é do gueto, se não tem coragem de sentar com os outros, que são iguais a ele? Não cabe mais essa tirania, esse quase coronelismo. O que ele fez aqui foi um desrespeito com todos nós, com todos os profissionais de imprensa. Não podemos ter um novo Saruê [em referência ao coronel interpretado por Antônio Fagundes na novela Velho Chico], Saruê tem que ficar na Globo. O povo de Salvador foi desrespeitado pela sua excelência, pela sua insolência”, ironizou Isidório. Ainda durante seu discurso inflamado, o pedetista afirmou que vai discutir com a coordenação de campanha se deve ir ou não ao debate na emissora da família Magalhães. “Ouvirei meu coordenador, meu vice Bassuma, minha família. Se depender de mim, ele ficará sentadinho no trono dele. Ou ele se retrata e comparece nas outras emissoras, ou não devemos adentar aquela oligarquia”, bradou.
Após debate, Fábio defende legalização da maconha e ataca Neto: ‘Se acovardou’

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Um dos mais contundentes críticos da gestão do candidato à reeleição ACM Neto (DEM) no debate da TVE desta quinta-feira (22), o candidato Fábio Nogueira (PSOL) voltou a atacar o democrata em entrevista coletiva após o programa. Ele acusou o atual prefeito, ausente no debate, de se “acovardar” e não prestar à população contas de sua gestão. “Ele precisa justificar como seu patrimônio mais que dobrou em 4 anos, prestar contas de como o PDDU foi aprovado, sem consulta popular. Prestar contas da forma como o plano de educação foi aprovado, com agressão ao vereador Hilton Coelho. Uma série de questões que dizem respeito a falta de investimentos em saúde, educação, transporte. Ele precisa prestar contas do que fez no cargo”, criticou. O socialista voltou a defender a legalização da maconha e a criticar o que chamou de “guerra às drogas” como política de segurança da gestão de Neto. “O prefeito ACM Neto fez nada pela segurança. Ele propõe militarização da Guarda, que é irresponsável. O custo da guerra às drogas é muito alto. Só produz mortes, é desastrosa. A questão das drogas é de saúde pública, não é de polícia”, bradou. Ele ainda destacou que o PSOL traz uma “alternativa independente” de política. “Defendemos servidor público, meio ambiente, questões caras à população, buscando combater desigualdades e governando com diálogo direto com a população”, afirmou.
Do Bahia Noticias

Queda nos estoques dos EUA provoca alta nos barris de Petróleo

sexta-feira, 23 setembro, 2016
Jornal do Brasil

O Brent avançou 2% para US$ 47,60/barril em Londres, patamar mais alto em dez dias. Na bolsa de Nova York, os contratos de WTI alcançaram a máxima de duas semanas, aos US$ 46,15.

O barril de WTI encerrou em alta de 0,17%, a US$ 46,01 por barril. O Brent subiu 0,11%, e encerrou a US$ 47,47 por barril.

Na véspera, os barris de petróleo negociados em Londres e Nova York fecharam com alta expressiva nesta quarta-feira (21), depois que o Departamento de Energia norte-americanoanunciou uma queda nas reservas de crude muito maior que a projetada por analistas.


Dilma participa de ato de campanha de Alice Portugal no Campo Grande; veja vídeo

quinta-feira, 22 setembro, 2016
por Guilherme Ferreira / Renata Farias
Dilma participa de ato de campanha de Alice Portugal no Campo Grande; veja vídeo

Foto: Roberto Viana / Ag. Haack / Bahia Notícias
A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) participa nesta quinta-feira (22) de um ato de campanha de Alice Portugal (PCdoB). De acordo com o governador Rui Costa, também presente, a ex-presidente atendeu a convites de movimentos sociais para “participar da caminhada pela democracia e pelo respeito à Constituição”. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) espera participação de 100 mil pessoas no ato (veja aqui).https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fbahianoticias%2Fvideos%2F1206643812711958%2F&show_text=0&width=560Bahia noticias