Há 30 anos calaram o mito pregador da paz

quinta-feira, 9 dezembro, 2010

Lennon morreu pregando a paz, que o mundo ainda procura

O ex-beatle John Lennon dominou e influenciou gerações. Nesta quarta-feira (08), faz 30 anos que ele foi assassinado na entrada do edifício Dakota, onde morava, nos Estados Unidos. Abaixo, uma pequena homenagem do Portal ao mito.

Eu tinha 10 anos quando o ex-beatle John Lennon morreu. São passados 30 anos, portanto. Lembro que fui dormir neste dia ao som de “Imagine”, música que saía da “radiola” do meu vizinho e que soava para mim como uma tortura.

Afinal, deve ter tocado umas 300 vezes. Num tempo sem internet e onde a notícia chegava na velocidade de uma luz de vela, custei a entender o real significado daquela data: 8 de dezembro de 1980.

 

Os cinco tiros disparados na fria e cinzenta Nova Iorque feriram também milhões de fãs em todo o planeta.

A entrada do famoso edifício Dakota, onde Lennon morava como um simples mortal e pai de família careta, nunca mais foi o mesmo. O mundo mudou e gira numa velocidade mais veloz do que há três décadas, mas também nunca mais foi o mesmo desde o dia que John se foi.

 

Em tempos de intolerância e falta de amor ao próximo, nunca é tarde para lembrar a mensagem de um cara que só pedia uma chance à paz. “Give Peace a Chance”. Mensagem extraída do Blog da Folha.

 


Record inclui mudança no horário em proposta de exibição do Brasileiro

quinta-feira, 9 dezembro, 2010

Na guerra da Record com a Globo, os clubes saem ganhando

Além da oferta milionária que preparou a TV Record vai incluir em sua proposta para conseguir os direitos de transmissão do Brasileiro-2011 a mudança no horário de exibição dos jogos.

O destaque é da coluna de Mônica Bergamo desta quarta-feira (08). O novo trunfo da emissora será encaminhado ao Clube dos 13, que reúne os principais times do país, e é um dos responsáveis pela decisão.

A Record quer tirar da TV Globo a exclusividade no direito de transmitir o Nacional. O horário em que a emissora carioca exibe as partidas (22h), depois da novela, tem espantado o público e esvaziado os estádios, o que desagrada, inclusive, os próprios clubes.

A ideia da Record é transmitir os jogos antes das 21horas.

Informações da Folha de S. Paulo (Coluna de Mônica Bergamo).

 


ACM Neto pode deixar o DEM; partido de esquerda: “meu sonho é ter ele aqui”

quinta-feira, 9 dezembro, 2010

Se deixar o Democratas, Neto já tem várias opções partidárias

O deputado federal ACM Neto deve deixar o partido Democratas. Informação é do ex-vereador Emmerson José, em sua coluna no jornal Correio desta quarta-feira (8).

Considerando que o jornal pertence à família Magalhães e que o ex-vereador e hoje apresentador da TV Salvador é muito próximo a Neto, a informação deve ser mais do que verdadeira.

De acordo com a coluna, o deputado vem driblando o assédio de dois grandes partidos e não se sabe até quando deve resistir em deixar o DEM, que, diz Emmerson José, vive uma das semanas mais difíceis da sua história.

 

O partido hoje é presidido pelo deputado federal Rodrigo Maia, filho do ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, derrotado para o Senado nas eleições deste ano. Há uma briga muito forte dentro da legenda, com as correntes do ex-senador Jorge Bornhausen (SC) se enfrentando com o grupo dos Maia, que é seguido, entre outros, pelo brilhante deputado baiano.

Não por outro motivo o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, tenta sair da legenda e se filiar ao PMDB. Kassab deu um prazo, e curto, para que o partido se reformule, inclusive no seu comando.

 

Há uma proposta para que o senador reeleito Agripino Maia (RN) seja conduzido à presidência do Democratas de forma consensual, mas, ainda assim, falta saber a reação do atual presidente, que teve o mandato prorrogado recentemente.

 

A manifestação de sair do Democratas não será problema para ACM Neto arranjar outro abrigo. Ao contrário, se isso acontecer de forma amigável, ele é que provocaria um grande vazio na legenda.

 

Outro dia o presidente de um dos partidos de esquerda na Bahia disse taxativamente: “Se eu pudesse, esse menino vinha para o meu partido. Ele é muito competente”. Precisa mais?

 

De Evandro Matos, com informações do Bahia Noticias