Falcão: “Levy fala o que quiser, e nós temos o direito de propor”

Presidente do PT discorda de Levy sobre a CPMF

O presidente do PT, Rui Falcão, discordou do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, quanto ao retorno da CPFM parafinanciar a área de Saúde. Durante o congresso nacional do partido, em Salvador, Falcão disse que a CPMF é uma importante verba para a Saúde, por se tratar de um imposto “limpo, transparente e que não prejudica a população”. Falcão tomou conhecimento de que o ministro da Saúde, Arthur Chioro, havia sido autorizado pela presidente Dilma Rousseff a encontrar uma forma de investimento para o setor. “Se não for a CPMF terá que haver outro caminho. Tem que haver a contribuição”, salientou.

>> Levy diz que não há perspectiva para a volta da CPMF

Rui Falcão comentou a declaração do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de que não há perspectiva para a volta da CPMF. “O ministro fala o que quiser. Ele tem o direito de manifestação e nós o direito de propor”, acrescentou.

O presidente do PT também comentou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva propôs visitar os estados para fazer a divulgação da política educacional, o Plano Nacional de Educação, no segundo semestre, mantendo o diálogo com o governo federal

Falcão também ressaltou que não tomou conhecimento da reunião entre Lula e a base aliada do governo, onde, segundo alguns jornais, o ex-presidente reclamou do apoio. “Há interesse entre vários líderes nas três esferas, com algumas adversidades, mas unidade de ação”.

Quanto ao posicionamento do PMDB como apoiador, Rui Falcão apenas respondeu com uma pergunta: não é da base aliada?

O retorno da Contribuição sobre Movimentação Financeira (CPMF) foi defendida nesta sexta-feira por dirigentes do PT, durante o congresso nacional do partido em Salvador, na Bahia. O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), acha fundamental criar uma contribuição social vinculada à Saúde, envolvendo estados, municípios e União, mas lembra que o PT não é partido da criação de impostos, como foi o PSDB.

“Há várias teses sobre a questão da Saúde, por isso, não há condições do tema ‘CPMF’ ser votado pelos congressistas petistas nesta sexta”, disse Guimarães.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s