Petroleiros do Norte Fluminense vaiam Serra em Macaé (RJ)

Fonte: ATP – Ascom PDT / midia

O Senador José Serra (PSDB-SP) teve a coragem de afirmar em Macaé (RJ), ao abrir a 8ª. edição da Brasil Offshore, feira especializada da indústria de petróleo e gás, que o seu projeto que retira da Petrobras a participação de no mínimo 30% em todos os gigantescos campos de petróleo do pré-sal, e também retira da empresa brasileira a posição estratégica de operadora única da exploração do pré-sal – cobiçado pelas petroleiras internacionais – é uma iniciativa sua para “ajudar a empresa”.

“Para a Petrobras esse meu projeto é um alívio, pois tira dela a obrigatoriedade – que ela não tem condições de cumprir – e sua participação na exploração do pré-sal fica facultativa. Isto ajuda a Petrobras, sem dúvida nenhuma”, declarou.

Só que Serra não conseguiu concluir seu discurso,  o de abertura da 8ª. Brasil Offshore  porque foi  alvo de ruidosa manifestação de trabalhadores filiados ao Sindicato de Petroleiros do Norte Fluminense que,  além de apitaço, interromperam a fala de Serra aos gritos de “Fora, entreguista!” e “Direita sem vergonha!”.

Os manifestantes também subiram no palco com faixas contrárias ao projeto de lei de Serra, o PLS-131, que apensou o PLS-400, que tira da Petrobras o direito de participação mínima de 30% nos consórcios de exploração das camadas do pré-sal e revoga a participação obrigatória da estatal no modelo previsto na Lei da Partilha, sancionado pelo presidente Lula em 2010.

As faixas diziam ‘Fora Serra, que o petróleo é nosso”, “Somos 200 milhões de petroleiros por uma Petrobras 100% pública” e todos, além do apito, usavam  nariz de palhaço.

A confusão durou cerca de 15 minutos e a guarda municipal de Macaé precisou agir para que Serra conseguisse terminar o seu discurso. Antes, classificou os manifestantes de “fascistas”.

“Eu sei lidar com fascistas, eles me perseguiram aqui e no Chile, quando fui exilado”, disse, assim que os ânimos se acalmaram e pode prosseguir sua fala, onde também disse que “se o Governo for espero, vai aprovar o projeto”, o seu PLS-131, que deve ser votado no próximo dia 30, a toque de caixa, com o apoio do presidente do Senado, Renan Calheiros.

O projeto também conta com o apoio das multinacionais de petróleo que já atuam no Brasil no setor, além da Petrobras, cerca de 110 empresas – e também do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para onde onde irá o projeto de Serra – se ele conseguir aprova-lo no Senado sem grandes discussões, como pretende.

Mas depois de encerrar sua fala, sem participar do debate que estava previsto, Serra precisou usar um esquema de segurança montado às pressas pela guarda municipal de Macaé para deixar o local, sem falar com a imprensa.

Na saída, foi novamente vaiado por manifestantes e ouviu gritos de “Vendido para a Chevron!”, “O pré-sal é nosso!”, slogan da campanha cívica do final da década de 40 que resultou na criação, em 1953, pelo presidente Getúlio Vargas – não só da Petrobrás como do monopólio estatal do petróleo – quebrado em 1997 por iniciativa do presidente FHC, que sancionou a lei de concessões que permite que empresas estrangeiras se tornem donas do petróleo que extraem do subsolo brasileiro, deixando aqui 10% do valor dele, em dinheiro, a título de royalties; e mais 23% a título de impostos, tornando-se proprietárias de 67% do petróleo que extraem no Brasil.

Serra quer estender esta lei, nociva aos interesses nacionais segundo especialistas do setor – para as megajazidas do pré-sal, descobertas pela Petrobras em 1996, estimadas em mais de 100 bilhões de barris que valem, hoje, mesmo com o preço baixo do petróleo, em torno de 10 trilhões de dólares .

Segundo o jornal O Globo,  “a plateia da 8ª. Brasil Offshore que assistia ao discurso de Serra, formada por representantes da cadeia fornecedora do setor de petróleo, também vaiou os petroleiros que se

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s