Eleições na Argentina: Scioli venceu mas Macri já é o favorito no segundo turno

 No primeiro turno, Scioli alcançou 36,6% votos e Macri teve 34,5%

A análise é do jornal El País, publicada nesta segunda-feira (23/10).

Segundo o jornal espanhol, apesar da vitória estreita, o golpe de Scioli para o governo de Cristina Fernández de Kirchner foi  difícil. Macri torna-se agora, de surpresa, o favorito para ganhar a presidência da Argentina, o que significaria uma mudança radical após 12 anos de era Kirchner. A vitória de Macri, da aliança conservadora “Mudemos”, teria grandes implicações regionais porque a Argentina foi um dos pilares da ascensão da esquerda latino-americana, que construiu Kirchner, Lula da Silva, Hugo Chávez e Evo Morales com adições posteriores, como a de Rafael Correa, no Equador.

A oposição peronista de Sergio Massa, do “Unidos por uma Nova Argentina” adicionou 21,1% e resistiu, o que é ainda mais grave para a Baldwin porque significa que roubou votos Macri e Scioli venceu todos os novos votos que aderiram desde as primárias. Sua participação aumentou 7%.

Para o El país, o Peronismo sofreu mais uma derrota dramática: ele perdeu a província de Buenos Aires com uma estrela e candidato controverso, de Kirchner, o chefe de gabinete, Aníbal Fernandez. Ganhou um desconhecido político até poucos meses como o macrista María Eugenia Vidal atrás.  Kirchner buscou refúgio na província de Buenos Aires e agora perderam o poder lá também. A batalha agora prevista dentro peronismo é difícil. Um contra Fernandez e Kirchner, e outros contra Scioli e sua estratégia, o que não foi bem sucedida. E outros, sciolistas contra o presidente, que marcou presença em todos os momentos de Scioli. Os peronistas só têm uma chance de manter o poder que é puxar quase todos os votos de Massa para eles, o que é muito difícil.

O governo atrasou a publicação dos dados oficiais, durante seis horas, gerando todo tipo de especulação, no centro de Buenos Aires. Quando foi divulgado à meia-noite, entendeu-se por que foi protelado. Até então, Scioli, no Luna Park, tinha feito um discurso estranho e indiretamente apontando  a possibilidade de segundo turno, embora sendo o vencedor da noite. Scioli começou a discursar mesmo antes da divulgação dos dados oficiais, atacando Macri e preparando  a sua campanha para o segundo turno. É a primeira vez que Scioli critica abertamente seu amigo Macri.  Scioli prometeu que ele iria falar de uma hora depois, mas não apareceu e o desespero se seguiu quando apareceram os primeiros dados oficiais.

“O que aconteceu hoje muda a política deste país”, disse um exultante Macri, que dançou como um louco para uma inesperada vitória no partido, no Costa Salguero, centro de congressos. Macri também aproveitou a oportunidade para lançar sua campanha para o segundo turno buscando os eleitores de todos os adversários para se juntar “a Argentina de mudança”. Macri alcançou uma boa parte dos votos das classes média e baixa, que anteriormente votavam no peronismo. Macri vai atingir apenas 65% do eleitorado que não votou em  Scioli para ganhar na segunda rodada, enquanto Scioli teria que fazer uma nova reviravolta para ganhar.

 

Ministro diz que tema da redação do Enem foi uma excelente escolha

“Achei um excelente tema. Defendo integralmente essa pauta”

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, classificou como excelente escolha o tema “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira” para a redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015.

Durante coletiva de imprensa neste domingo (25), ele ressaltou que a elaboração do tema foi feita por pesquisadores e professores de competência reconhecida.

Ao citar a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio, entre outras, Mercadante disse ser inquestionável a persistência da violência contra a mulher no país.

“Achei um excelente tema. Defendo integralmente essa pauta. Foi uma excelente escolha”, concluiu.

Ministro da Educação, Aloiso Mercadante, e o secretário Executivo do Ministério, Luiz Cláudio Costa
Ministro da Educação, Aloiso Mercadante, e o secretário Executivo do Ministério, Luiz Cláudio Costa

>> Enem 2015 teve 743 estudantes eliminados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s