Parada LGBT de São Paulo tem cartazes e gritos de ‘Fora Temer’; veja fotos

Jornal do Brasil

0842

Participantes da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo deste domingo (29) portavam cartazes, dizeres pintados no corpo e gritaram palavras de ordem contra o presidente interino Michel Temer (PMDB). Alguns diziam “Temer jamais” e “Marta traíra”.

O coletivo “Ocupe a Democracia” montou uma tenda, estendeu uma faixa contra Temer (PMDB) e estampou camisetas com estêncil. Entre as opções estavam “Amar sem Temer” e “Não pise na democracia”. Adesivos e panfletos também diziam “esse golpe é transfóbico”.

O tema da edição deste ano, que conta com 17 trios elétricos, é “Lei de identidade de gênero, já! – Todas as pessoas juntas contra a Transfobia!”. De acordo com a organização do evento, “a ideia é fazer uma grande mobilização para que a Lei de Identidade de Gênero, atualmente em tramitação na Câmara dos Deputados, seja aprovada e que todos assumam a luta pelo fim da transfobia no Brasil”.

0841

A Parada contou com a presença de políticos e artistas. O elenco da série “Sense8”, doserviço de streaming Netflix, está na cidade para gravações, que incluem cenas do ato.

Eduardo Suplicy, secretário de Direito Humanos e Cidadania de São Paulo, que compareceu à Parada Gay, destacou pelas redes sociais que o ato foi um “sucesso de confraternização, de respeito e amor entre as pessoas, mulheres e homens, transexuais, homossexuais, cristãos que amam a Deus.”

O deputado federal Jean Wyllys (Psol) também comentou em sua página nas redes sociais que o evento é festa também “por ser o dia de vestir o orgulho de ser LGBT e colocá-lo nas ruas”, de se identificar e lutar por direitos, “contra a violência verbal e física”.

0840

A concentração teve início na Avenida Paulista, na altura do Museu de Arte de São Paulo (Masp), pela manhã. O ato começou oficialmente no início da tarde, em um trajeto da Rua da Consolação até a Praça da República. O show de encerramento será na Praça Roosevelt.

O prefeito Fernando Haddad assinou nesta terça-feira (24) um decreto que torna a manifestação parte do calendário oficial de eventos de São Paulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s