Riachão: Linha de investigação da Policia é que noivo é o principal suspeito de ter assassinado professora Ienata

0881

Professora Ienata Rios foi barbaramente assassinada domingo

O crime bárbaro que redundou na morte da professora Ienata Pedreira Rios na madrugada do último domingo (03), no bairro São José, em Riachão do Jacuipe, poderá ter um desdobramento surpreendente caso se confirmem as provas coletadas para perícia técnica que serão usadas durante a investigação.

A professora foi assassinada barbaramente dentro de sua residência com cerca de 23 perfurações de arma branca. Após o crime, a policia isolou o local e coletou várias provas, constatando, por exemplo, de que houve luta corporal entre a vítima e o executor, certamente ela tentando se livrar da ação criminosa do elemento.

De acordo com o delegado Sergio de Araújo Vasconcelos, a principal linha de investigação do crime foca no noivo da vítima, senhor Cassio Fabricio Carneiro Almeida, que foi ouvido ainda no domingo, tão logo a noticia se espalhou pela cidade.  No depoimento, que de forma curiosa vazou nas redes sociais, o suspeito alegou que estava em Dias D’ávila na hora do crime e que mantinha um relacionamento normal com a sua companheira.

Contudo, as marcas encontradas na casa deixaram muitas provas, que foram coletadas e certamente irão ajudar a Policia Técnica na elucidação do crime. O depoimento de Cássio Fabricio pode não se sustentar porque algumas informações que ele deu à policia se fragilizam diante de algumas evidências.

Na testa de Cassio existe uma lesão, tipo arranhão de unha, o que evidencia ter havido luta corporal com a vítima, reforçando a linha de investigação que o coloca como o principal suspeito do crime. Além disso, segundo a policia, ele esteve nervoso durante o depoimento. Quanto a alegação de que estava fora da cidade, isso só se sustenta até a meia noite de sábado, quando ele revela seus deslocamentos e com quem esteve. A partir daí, quando informou à policia ter ido para casa e depois dormir, deixa margem de que ele pode ter se deslocado para Riachão do Jacuipe ainda durante a madrugada. O crime aconteceu antre as 4 às 8h da manhã;

As primeiras investigações da policia dão conta ainda de que o autor do crime tomou banho na casa após a ação e usou três tipos de facas para poder praticar o bárbaro assassinato.

Delegado esclarece

Durante o depoimento, Cassio Fabricio foi acompanhado pela advogada Erika Araújo Rios Cunha. Logo após prestar depoimento, Cassio foi liberado. Em entrevista à Rádio Jacuipe nesta terça-feira, o delegado Sergio Vasconcelos alegou que “primeiro investiga para prender, e não prende para investigar”.

Contudo, o delegado acrescentou que “a policia logo chegará a uma conclusão e o autor do crime será preso”. Ienata será sepultada nesta terça-feira, na cidade de Pé de Serra.

http://www.interiordabahia.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s