“A gente só tem pesadelo dormindo”, diz Serra sobre mal-estar com Trump

Em julho, chanceler fez declarações contra candidatura de republicano

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, foi questionado nesta quarta-feira (9), durante entrevista no Palácio do Itamaraty, sobre declarações suas dadas em julho de que a eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos seria um “pesadelo”. Com a eleição do republicano nesta madrugada, o caso acabou criando um mal-estar diplomático.

“A gente só tem pesadelo dormindo. Agora, tendo resultado da eleição, num sistema democrático, vamos olhar interesses do nosso país”, disse Serra, acrescentando que acompanhou a apuração dos votos da eleição norte-americana até o fim. A promulgação do resultado ocorreu pouco depois das 5h30 da manhã desta quarta-feira (horário de Brasília).

Chanceler brasileiro colocou governo em situação constrangedora durante entrevista ao Roda Viva
Chanceler brasileiro colocou governo em situação constrangedora durante entrevista ao Roda Viva

Em julho, durante uma entrevista para o jornal Correio Braziliense, o chanceler brasileiro afirmou que a eleição de Trump seria um pesadelo e que apoiar a candidata do Partido Democrata, Hillary Clinton, era uma questão “de ser sensato”.

“Considero a hipótese do Trump um pesadelo. Pesadelos, às vezes, se materializam? Se materializam, mas eu prefiro não pensar nisso (…) não se trata nem de ser democrata, trata-se de ser sensato, de querer o bem do mundo. Todos que querem o bem do mundo devem apoiar a Hillary, a meu ver”, declarou serra.

Já em entrevista, também em julho, ao programa de televisão Roda Viva, José Serra disse que não acreditava na eleição do republicano e que ela não poderia acontecer. “Donald Trump? Eu não acho que vai acontecer. Não pode acontecer. Não dá”, disse o chanceler, ao ser questionado por jornalistas sobre as eleições norte-americanas.

Na manhã desta quarta-feira (9), poucas horas depois de Donald Trump ser declarado o 45º presidente dos Estados Unidos, o Ministério de Relações Exteriores do Brasil emitiu uma nota assinada por Michel Temer felicitando o mandatário da maior economia do mundo pela vitória sobre Hillary.

“O Brasil e os Estados Unidos são duas grandes democracias que compartilham valores e mantêm, historicamente, fortes relações nos mais diferentes domínios. Estou certo de que trabalharemos, juntos, para estreitar ainda mais os laços de amizade e cooperação que unem nossos povos. Desejo-lhe pleno êxito no Governo dos Estados Unidos”, registrou Temer.

Na entrevista ao Roda Vida, Serra comenta sobre a eleição de Trump a partir dos 57 minutos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s