Rumo do país está errado para 95% dos entrevistados pelo Instituto Ipsos

Avaliação Ruim/Péssima do governo Temer dobrou no período de um ano

Na pesquisa divulgada nesta quinta-feira (29) pelo Instituto Ipsos, 95% dos 1200 entrevistados em 72 municípios brasileiros afirmam que o país está no rumo errado. Os outros 5% acreditam que o Brasil está no caminho certo. O índice negativo é o maior desde o início de 2005, quando o instituto iniciou esse tipo de questionamento.

Em retrospecto, as maiores percepções dos entrevistados sobre o país estar no caminho errado foram na época do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (94%); durante as manifestações de 2013 (58%) e em 2005, durante o julgamento do Mensalão, quando 71% dos entrevistados viam os rumos do país com pessimismo.

No outro extremo, o registro de percepção mais positiva foi durante as eleições presidenciais de 2010 e no início do primeiro governo de Dilma Rousseff, quando 81% dos entrevistados diziam que o país estava no caminho certo. Outros índices positivos foram registrados em 2006, no final do primeiro governo do ex-presidente Lula (61%) e durante a eleição de 2014 (60%).

Avaliação Ruim/Péssima do governo Temer dobra em um ano

A avaliação Ruim/Péssima do governo do presidente Michel Temer, que coincide com o crescimento da percepção negativa da população sobre os rumos do país, dobrou no período de um ano. Em junho do ano passado, o governo Temer era visto como Ruim/Péssimo por 43% dos entrevistados. Agora, com denúncias como corrupção, obstrução de justiça e organização criminosa que atingiram o chefe do Poder Executivo, o governo federal é avaliado negativamente por 84% dos entrevistados.

Em outro questionamento, 93% reprovaram a forma como Temer governa o país, enquanto outros 3% aprovam e os outros 3% não sabem ou não conhecem suficientemente para falar

Popularidade da Lava Jato

A pesquisa do Instituto Ipsos perguntou aos entrevistados se a Lava Jato, que teve origem a partir de denúncias de corrupção na Petrobras em 2014, deveria continuar com as investigações até o fim, custe o que custar. Para 96%, a operação deve ser mantida, mesmo que ela traga mais instabilidade política e econômica para o país. Para 74%, no entanto, a Lava Jato não está investigando todos os partidos. Dos entrevistados, 79% acreditam que as investigações vão tornar o Brasil “um país sério”. Em outra pergunta, 32% disseram acreditar que a Lava Jato “vai terminar em pizza”.

>> Rejeição a João Doria sobe para 52%, segundo Instituto Ipsos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s