História está sendo implacável com “lideranças do golpe”, diz Dilma

quinta-feira, 6 julho, 2017

 

A ex-presidente Dilma Rousseff destacou, durante a posse de Gleisi Hoffmann na presidência do PT, que a história está sendo “severa e implacável” com as “lideranças do golpe”, Aécio Neves (PSDB-MG), Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o presidente Michel Temer (PMDB).

Dilma ressaltou que, se antes havia especulações sobre o se o impeachment foi ou não “golpe”, agora fica mais claro. “É um fato que houve golpe no Brasil e é fato que esse golpe e esse arranjo caminha a passos largos para a ruína”, alertou a presidente eleita.

Dilma afirmou ainda que é preciso ter cuidado, devido a uma tradição do Brasil de acentuar golpes, como no AI-5 em 1968. “Temos que cuidar para que a ruína do golpe não se transforme na radicalização do golpe. Porque hoje não existe a menor condição de eles aprovarem todas as medidas que estão na pauta.”

"É um fato que houve golpe e é fato que esse arranjo caminha a passos largos para a ruína", alerta Dilma
“É um fato que houve golpe e é fato que esse arranjo caminha a passos largos para a ruína”, alerta Dilma

Dilma cumprimentou a nova presidente do PT, Gleisi Hoffmann. “Gleisi Hoffmann mostrou, como tantas outras mulheres, que as mulheres têm espaço e capacidade de liderar e dirigir e contribuir com todos os nosso companheiros a construção de um brasil melhor.”

Para Dilma, o PT se reconstrói e se fortalece com a democracia. “Nós que damos grande importância à democracia temos que ver que o PT se fortalece e se reconstrói e é capaz de entender que mudar é necessário, desde que não se mude de lado, e nós não mudamos de lado. Cumprimento toda a Executiva, todo o Diretório. Desejo um longo caminho de lutas.”

A ex-presidente também saudou a presença do senador Roberto Requião (PMDB-PR) no palco, e disse que “jamais esquecerá” a fala do correligionário de Michel Temer quando o impeachment chegou ao Senado. “Jamais vou esquecer as três palavras do Requião, que começa o discurso no dia que estava sendo julgado o meu impeachment: ‘canalhas, canalhas, canalhas’, talvez um dos mais bonitos discursos do nosso Senado.”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por sua vez, disse que o Brasil chegou “ao fundo do poço” sob a gestão de Michel Temer. “Chegamos ao fundo do poço, e quando um poço seca no Nordeste ele vai voltar a dar água, mas vai demorar para caramba”, ressaltou.

Lula comentou que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já “está se preparando” para ocupar o lugar de Michel Temer. “Certamente Rodrigo Maia já deve estar se preparando para ser o próximo presidente da República, o seguidor do golpe, e não podemos achar que um golpista é melhor do que outro. Golpista é golpista.”


Estado investe 4 milhões em reforma do CEEP Isaías Alves (antigo ICEIA) no Barbalho

quinta-feira, 6 julho, 2017

 

Foto: Claudionor Jr. – Ascom/Educação
O Governo do Estado está investindo mais de R$ 4 milhões na reforma física do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Apoio Educacional e Tecnologia da Informação Isaías Alves (antigo ICEIA), no bairro do Barbalho, em Salvador. Apesar da obra na unidade, iniciada no dia 26 de junho, as aulas do segundo semestre do ano letivo começaram normalmente nesta quarta-feira (5) para os 1.570 estudantes matriculados. Para o início das aulas, a direção da escola realizou reunião com pais de alunos e líderes de classe com o objetivo de informá-los sobre toda a transformação que o tradicional colégio de 186 anos vai passar. O CEEP oferta cursos técnicos de nível médio voltados à formação e qualificação profissional de jovens e trabalhadores  para a inserção cidadã no mundo do trabalho.
Com uma área total de, aproximadamente, 29 mil metros quadrados, o Isaias Alves passará por uma reforma priorizando a sua estrutura de concreto (vigas, pilares e lajes). O engenheiro da Secretaria da Educação do Estado, Augusto Bastos, explica que estão incluídas recuperação de toda a cobertura (telhados); substituição de pisos das salas e nas áreas que estão degradadas (nestas serão colocados cerâmicas de alta resistência); reforma dos sanitários, dos vestuários; das quadras, do ginásio de esporte e da piscina coberta; restauração das esquadrias (madeira e metálica); troca de toda a parte elétrica e reparos na hidráulica, além de pintura interna e externa total.
“Trata-se de uma grande obra, com previsão de término em tempo recorde, em torno de seis meses. Não haverá necessidade de interrupção das aulas porque estamos fazendo o trabalho por áreas, isolando as mesmas com tapumes”, destaca o engenheiro, ressaltando, ainda, que o Centro terá espaço mais adequados para a cantina e o refeitório. Além disso, a unidade escolar ganhará um projeto de paisagismo.
Patrimônio da Educação
A estudante Andressa Rosário, 16, 2º ano, líder de classe, fala do seu contentamento ao ver a revitalização do Centro em andamento. “Gosto muito daqui, temos uma área privilegiada e a escola tem uma importância histórica para a Educação na Bahia. Então, acho muito importante a iniciativa da reforma porque estudar em um ambiente bonito e bem cuidado é muito mais agradável e estimulante”.
Ascom Bahia
Fotos: Claudionor Jr. – Ascom/Educação
O professor de Língua Portuguesa e Redação, Paulo Jorge de Jesus, com 20 anos de atuação no “ICEIA”, como ele ainda chama o CEEP Isaias Alves, fala do orgulho de lecionar na instituição e da alegria em ver que a unidade está passando por esta requalificação. “Isto aqui é um patrimônio que precisa ser preservado pela sua contribuição à Educação da Bahia ao longo de sua existência. A sua recuperação é importante, também, para a revitalização do Centro Histórico de Salvador, do qual faz parte”, destaca o educador, lembrando que a instituição já teve como alunos pessoas ilustres, a exemplo do geógrafo Milton Santos, do cineasta Glauber Rocha e do historiador Cid Teixeira.
A vice-diretora Cristiane Petersen ressalta que a reforma está acontecendo de forma tranquila, sem causar qualquer prejuízo para os alunos. “Temos cinco pavilhões e 45 salas de aula e, ao longo da reforma, iremos fazendo as transposições necessárias para que as aulas aconteçam normalmente. Portanto, não haverá interrupção das aulas em hipótese alguma”, garante a