Governo leva programação diversificada e serviços a Flica

Foto: Manu Dias/GOVBA
“A Flica é um evento de sucesso que já está no calendário nacional da cultura, da literatura e, eu diria, também do turismo”. Esta foi a definição que o governador Rui Costa deu à Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), que há três anos conta com o apoio do Governo do Estado e teve sua nova edição lançada nesta terça-feira (18), em ato no Palácio Rio Branco, na capital baiana. Marcado para acontecer entre os dias 5 e 8 de outubro, o evento contará com programação oferecida pelo governo, destinada aos públicos adulto e infanto-juvenil, concentrada, em sua maior parte, no Espaço Educar para Transformar, instalado na Casa do Iphan, em frente à Câmara Municipal de Cachoeira.
De acordo com Rui, a festa, que está em sua 7ª edição, é referência no segmento e figura entre as três principais no cenário nacional. “Mesmo com essa revolução tecnológica que estamos vivendo, acredito que as coisas não se excluem e vemos isso com o sucesso da Flica. A era digital não exclui a era do papel. O livro impresso continua tendo o carinho das pessoas. Mas o que importa mesmo, independente de ser impresso ou digital, é o conteúdo, a criação, a arte. É a viagem que cada um de nós faz ao ler um livro”, ressaltou o governador.
Consolidada, a Flica recebeu no ano passado o público recorde de 35 mil participantes da Bahia, de outros estados e também do exterior. Além de garantir uma ampla programação e oferta de serviços para o público da festa, o Governo do Estado se destaca como um dos promotores da Flica, cuja realização é viabilizada por meio do programa de incentivos fiscais Fazcultura, uma parceria das secretarias estaduais de Cultura e da Fazenda.
Este ano, as atividades programadas pelas secretarias e órgãos do governo envolvem lançamento de publicações, contação de histórias infantis, exposições, feira de economia solidária e biblioteca móvel. O Serviço de Atendimento ao Cidadão Móvel (SAC Móvel) estará no município no período da festa para atender a população e o público do evento. A programação completa está disponível no site da Flica.
O homenageado desta edição será o poeta e escritor baiano, Ruy Espinheira. “É uma honra ser homenageado nesta edição. Já participei da festa em 2012, num debate, e gostei muito. O público é bastante variado, tem pessoas de todos os lugares do Brasil e também de fora, o que é fundamental para fortalecer o intercâmbio de culturas, para o diálogo e o conhecimento, declarou Espinheira.
Espaço Educar para Transformar 
Durante o evento, as Secretarias do Turismo (Setur) e da Educação do Estado desenvolverão ações no Espaço Educar para Transformar, onde serão exibidos vídeos e desenvolvidas atividades diversas com estudantes. Será disponibilizado ainda material promocional sobre os atrativos turísticos de Cachoeira e de outros municípios que compõem a zona turística Baía de Todos-os-Santos. Entre as atividades previstas, há também a realização de uma pesquisa que vai apontar o fluxo turístico em Cachoeira no período da Festa Literária Internacional e o perfil dos visitantes.
Estímulo à leitura
Atividades culturais envolvendo livro, leitura e literatura serão desenvolvidas pela Secretaria de Cultura do Estado, através da Fundação Pedro Calmon (FPC) e da Fundação Cultural do Estado (Funceb). Entre os destaques da programação estão a Biblioteca Móvel e atividades como oficinas de leitura e de reciclagem, contação de histórias, apresentações teatrais, lançamentos de livros, rodas de conversa, brincadeiras, jogos e espaços de integração.
Já a Secretaria de Educação do Estado vai abrir espaço para que os estudantes da sua rede de ensino apresentem as suas criações nas mais distintas linguagens artísticas, seja por meio da arte literária, das artes visuais, do cinema, da música ou da dança. Os saraus lítero-musicais vão homenagear o escritor Gregório de Matos, que é considerado o primeiro poeta luso-brasileiro.
Economia solidária
Promovida pela Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), a Feira de Economia Solidária vai reunir artesãos do Recôncavo, especialmente das comunidades tradicionais da região. A proposta é que, durante a feira, sejam comercializados, a preços acessíveis, itens de artesanato, moda afro e da culinária típica da região, entre outros produtos.
Autores negros
A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) participa mais uma vez da Flica, divulgando e valorizando o trabalho dos autores negros. Na sala Milton Santos, do Espaço Educar para Transformar, serão realizados exposições, lançamentos de livros e bate-papo com autores e formadores de opinião.
SECOM BA
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s