Em carta a ministro, ANM critica “estrangulamento imposto à ciência”

Presidente da instituição destacou “profunda preocupação” com os rumos tomados

Jornal do Brasil

Na carta, Jorge Alberto destaca sua “profunda preocupação”. “Lemos n’O Estado de São Paulo que o CNPq atingiu o teto orçamentário e, em virtude disso, bolsas e projetos estão ameaçados a partir do mês de setembro. A UFRJ já anuncia o fim das bolsas dos discentes estagiários de Iniciação Científica.”

“Se tais nefastos horizontes se concretizarem, nossa sociedade passará a depender em grau ainda mais profundo da ciência e da tecnologia do além fronteiras”, diz documento.

“Ademais, nossos jovens em formação se defrontarão com perspectiva sombria de interrupção de suas carreiras. Em resumo, a Academia Nacional de Medicina não pode concordar com o estrangulamento imposto à ciência no território nacional”, conclui o presidente da ANM.

Veja na íntegra a carta:

Em carta a ministro, ANM critica "estrangulamento imposto à ciência"
Em carta a ministro, ANM critica “estrangulamento imposto à ciência”
Tags: academia, carta, ciência, documento, medicina, ministro, pequisa
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s