Vereador visita o Instituto Anísio Teixeira-IAT e discute parcerias

sexta-feira, 23 fevereiro, 2018

O vereador Odiosvaldo Vigas (PDT) esteve no Instituto Anísio Teixeira – IAT na manhã desta sexta-feira (23) para uma visita de cortesia à atual direção. Na oportunidade, o decano na Câmara Municipal de Salvador trocou ideias com o diretor Desiderio Bispo de Melo e assessores, colocando-se à disposição para possíveis parcerias.

O diretor Desiderio Melo aproveitou para apresentar os principais produtos e ações do IAT, além de destacar o projeto de comemoração dos 35 anos do órgão, que acontecerá no inicio de junho deste ano. Atento à importância do evento, Odiosvaldo prometeu marcar uma sessão especial na Câmara Municipal para homenagear o Instituto Anísio Teixeira e destacar mais um aniversário deste órgão tão importante para educação da Bahia.

Incentivador das manifestações de cultura popular no município de Salvador, o vereador também falou sobre a sua preocupação com a proposta cultural do IAT. “São muito importantes e precisamos fazer essas parcerias para que manifestações como a capoeira e o samba de roda sejam difundidas e discutidas cada vez mais”, pontuou Vigas.

“Muito importante essa disposição do vereador Odiosvaldo em ajudar o IAT e abrindo espaço para uma sessão especial na Câmara Municipal, além da sua preocupação sobre as ações nas áreas de educação e cultura. No que for possível uma parceria, nós estaremos à disposição”, disse o diretor Desiderio Melo.

Durante o encontro foi discutida também a atual conjuntura politica nacional e local, com o vereador sinalizando que pode disputar uma vaga para a Assembleia Legislativa.

http://www.interiordabahia.com.br

Anúncios

Concurso público para professor e coordenador pedagógico da rede estadual será realizado domingo

sexta-feira, 23 fevereiro, 2018

As provas do concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino serão aplicadas, neste domingo (25). Um total de 103,5 mil candidatos foram inscritos para as 3.760 vagas ofertadas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. A avaliação do domingo será realizada em duas etapas (objetiva e discursiva) e terá duração de 4h30, para professores, e de 3h30, para coordenador pedagógico.
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destaca que o objetivo principal do concurso é fortalecer a Educação pública na Bahia. “Realizar este concurso foi um desafio assumido pelo governador Rui Costa, mesmo em um cenário econômico nacional ruim. Com isso, vamos fortalecer o eixo pedagógico com coordenadores pedagógicos em todas as escolas e ampliar o quadro de professores efetivos, promovendo, inclusive, esta renovação na rede, uma vez que estamos concedendo muitos pedidos de aposentadoria”, diz.
O concurso público está sendo realizado conjuntamente pelas Secretarias da Educação e da Administração (SAEB).  As provas serão aplicadas nas cidades de Salvador, Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista, conforme opção indicada pelo candidato na inscrição.
Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver devidamente portando documento de identidade original, que legalmente o identifique, como: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por órgãos públicos ou conselhos de classe que, por força de Lei Federal, valham como documento de identidade.
Etapas – O concurso contará com três etapas: provas objetivas, discursiva (ambas no dia 25 de fevereiro) e de títulos (com previsão para abril de 2018). As vagas para professor são nas áreas de Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia, sendo exigida formação específica e diploma concedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Para coordenador pedagógico é exigida formação em Pedagogia, também com reconhecimento do MEC. Em todos os casos, a carga horária semanal é de 40 horas.

CATE 2 inicia atividades on-line na segunda-feira, dia 26 de fevereiro

sexta-feira, 23 fevereiro, 2018

Cerca de dois mil professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual irão iniciar, nesta segunda-feira (26/02), a disciplina I do Módulo I do Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais – Segunda Edição (CATE 2). O curso está sendo ofertado na modalidade à distância, no ambiente virtual da Universidade do Estado da Bahia – Uneb (www.avate.uneb.br).

 

Com carga horária de 180 horas, o curso objetiva atender à demanda de formação continuada dos profissionais da educação básica da Rede Pública de Ensino do Estado da Bahia, com foco na apropriação e efetiva utilização das tecnologias da informação e da comunicação aplicadas ao contexto escolar e ao processo de ensino e aprendizagem nas diversas áreas do conhecimento.

 

As Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) exercem papel cada vez mais importante na forma de nos comunicarmos, construirmos e difundirmos conhecimentos, reaprendendo continuamente, ao tempo em que a sociedade pós-moderna tem sido marcada pelos avanços na comunicação, na informática e suas linguagens e por outras tantas transformações científicas e tecnológicas. Essas transformações refletem e impactam nas diversas esferas da sociedade, provocando mudanças na sua dinâmica econômica, social, política, cultural e educacional.

 

Dessa forma, as TIC podem contribuir, entre outras coisas, para o desenvolvimento profissional de professores, a reorganização das situações de aprendizagem, a dinamização das práticas pedagógicas na escola, a qualidade do ensino e o aprendizado, bem como a melhoria da gestão dos processos educacionais, com vistas a promover a atualização e o aperfeiçoamento dos profissionais da educação.

Fonte: IAT


Ciro e Haddad avaliam união da esquerda

quinta-feira, 22 fevereiro, 2018

Segundo interlocutores de Ciro e Haddad, a conversa não ocorreu em torno da escolha de nomes nem da possibilidade cada vez maior de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser impedido pela Justiça de disputar a eleição.

Os temas principais foram a necessidade da centro-esquerda se unir para fazer frente às candidaturas de centro-direita e como alinhavar essa união diante da inconsistência do cenário eleitoral em que, faltando seis meses para o registro das candidaturas, poucos nomes conseguiram se consolidar, seja por motivos políticos, seja por razões legais. De acordo com pessoas que falaram com Ciro e Haddad, ambos consideram que a unidade é a única forma de impedir o avanço da direita nas eleições de 7 de outubro.

Ciro teria proposto ambiente no qual todas as siglas manteriam seus nomes, inclusive o de Lula
Ciro teria proposto ambiente no qual todas as siglas manteriam seus nomes, inclusive o de Lula

Ciro teria proposto a criação de um ambiente de diálogo no qual todas as siglas manteriam seus nomes, inclusive o de Lula, que leve à consolidação da unidade antes dos registros das candidaturas. Haddad se dispôs a levar a proposta para Lula e o PT.

Manifesto

Outros partidos serão convocados. Ambos concordaram que o manifesto divulgado também na terça-feira pelas fundações ligadas ao PT, PDT, PCdoB, PSB e PSOL pode ser um ponto de partida para o início da aproximação. O documento omite qualquer referência em relação à candidatura de Lula. Segundo pessoas que participaram da elaboração do texto, a omissão foi um pedido de Ciro, que também é o único pré-candidato da centro-esquerda a não assinar o manifesto “Eleição sem Lula é Fraude”.

Conforme aliados de Ciro, Haddad teria salientado a dificuldade de convencer o PT a apoiar um nome de outro partido e o pré-candidato do PDT teria dito que já retirou a candidatura uma vez, em 2010, a pedido de Lula, e não está disposto a repetir o gesto.

Coordenador do programa de governo do PT para as eleições deste ano, Haddad é cotado para suceder a Lula caso o ex-presidente seja impedido pela Justiça de se candidatar. Já Ciro é apontado como possível herdeiro dos votos do petista. Ele foi ministro da Integração Nacional no governo Lula e é um dos o pré-candidatos que mais crescem caso o ex-presidente fique inelegível, segundo as pesquisas de opinião.

Condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá, Lula pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

Além de Ciro e Lula, o PCdoB já lançou o nome da deputada estadual Manuela D’Ávila (RS) como pré-candidata ao Planalto e o PSOL tenta convencer Guilherme Boulos, líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), a se filiar e disputar a Presidência.

O PSB negocia apoio ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), mas mantém canais de diálogo com Lula. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Estadão Conteúdo


Partidos de esquerda lançam manifesto ‘Unidade para Reconstruir o Brasil’

quarta-feira, 21 fevereiro, 2018
Foto: Rafael Machado


PDT na Câmara

Em ato realizado na tarde desta terça-feira (20), as fundações ligadas aos partidos de esquerda – PDT, PT, PSOl, PSB, PC do B – lançaram o manifesto “Unidade para Reconstruir o Brasil”, que visa criar um projeto em prol do desenvolvimento do País. Entre as ações imediatas da iniciativa, destacam-se: a restauração da democracia, do Estado Democrático de Direito, e do equilíbrio entre os Poderes da República, com a retomada dos direitos da soberania nacional e contra as privatizações.

De acordo com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, a ideia do projeto conjunto é a união de forças para colocar o país de volta no caminho do desenvolvimento.

“Independentemente dos projetos partidários, temos que estar juntos pelo Brasil com soluções para a nação. Cada fundação está dando um passo importante na nossa história, nos reunindo não só no projeto eleitoral, mas principalmente num projeto de Brasil que queremos, que sonhamos”, definiu o presidente.

“O Manifesto representa um primeiro passo na formatação das diretrizes do Plano de Governo dos candidatos do campo popular no Brasil. É o embrião da nossa unidade e das esperanças do povo brasileiro contra o arbítrio e a intolerância”, definiu Manoel Dias, presidente da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP) e secretário-geral nacional do PDT.

O documento foi assinado pelos presidentes das fundações Leonel Brizola-Alberto Pasqualini (PDT), Lauro Campos (ligada ao Psol), João Mangabeira (PSB) e da Fundação Maurício Grabois (PCdoB). Dente outros pontos, ele define que a elaboração de um Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento é uma obra coletiva.

Nele, independentemente das estratégias eleitorais do conjunto das legendas dos progressistas, a base programática deve convergir para “facilitar o diálogo que construa a união de amplas forças políticas, sociais, econômicas e culturais que constituam uma nova maioria política e social capaz de retirar o país da crise e encaminhá-lo a um novo ciclo político de democracia, soberania nacional, prosperidade econômica e progresso social.”.

 


Estado entrega instrumentos musicais e renova acervo de fanfarras escolares

quarta-feira, 21 fevereiro, 2018

 

Foto: Divulgação

As fanfarras escolares estão ganhando novos instrumentos para potencializar a arte musical e promover o protagonismo estudantil. A ação está sendo desenvolvida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social em parceria com a Secretaria da Educação do Estado. Na tarde desta terça-feira (20), os 50 estudantes que compõe a Fanfarra do Colégio Estadual Professor Rômulo Almeida, no bairro do Imbuí, comemoraram o recebimento de 15 novos instrumentos compostos por trompetes, trombones e trompas. Ao todo, a iniciativa contemplará 35 unidades escolares, com a entrega de 660 instrumentos de sopro.

O regente da fanfarra do Colégio Estadual Professor Rômulo Almeida, Luis Fernando de Almeida, falou sobre os benefícios dos instrumentos para o grupo musical. “Com essa ação, vamos ampliar a participação de novos integrantes, além de promover uma maior qualificação no ensino musical. A nossa fanfarra existe desde 2010 e vem mostrando que a música pode ser um grande caminho para a inclusão e integração de alunos, família e comunidade nas escolas. Fico satisfeito em saber que o Governo do Estado acredita nesta proposta e está investindo nela”, declarou.
O estudante do 3º ano, Janderson Santana, 18 anos, que integra a fanfarra desde 2016, destacou a influencia da iniciativa no processo de ensino e aprendizagem. “A música é uma alternativa muito bacana para a educação. Eu já praticava sax alto e trombone antes de entrar no grupo, mas encontrar essa oportunidade na escola é um grande diferencial. Você pode perceber que a pessoa que tem disciplina para aprender música vai aplicar esse conhecimento em diversas outras áreas da sua vida de forma positiva”, enfatizou.
Morador do Imbuí, Edson Santos, 12, disse que vai aprender a tocar novos instrumentos. “Quando entramos na fanfarra os instrumentos de sopro possuem uma hierarquia para começar. Estava tocando cornetão e com a chegada do material, eu vou poder avançar no meu aprendizado passando a tocar trompete. Fico feliz por este momento, porque a música é uma paixão para mim e estou cada vez mais motivado”, contou.
Além do Rômulo Almeida, na manhã desta terça-feira foram entregues instrumentos para a Fanfarra do Colégio Estadual Professora Marileine da Silva, no bairro de Mata Escura. Nesta quarta-feira (21), instrumentos serão entregues nos Colégios Estaduais Professor Carlos Alberto Cerqueira, em São Caetano, e no Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, na Vasco da Gama.

IAT realiza oficina de Lousa Digital durante Jornada Pedagógica

terça-feira, 20 fevereiro, 2018

Com a proposta de formação continuada, as Coordenações de Tecnologia Educacional (CTE) e de Ensino à Distância (CED) do Instituto Anísio Teixeira (IAT) realizaram Oficina de Lousa Digital Interativa para os professores do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira durante Jornada Pedagógica. A ferramenta potencializa a elaboração de aulas mais dinâmicas com uma aprendizagem mais participativa.

Na Bahia, 1013 escolas receberam este equipamento, sendo que cada instituição de ensino recebeu um kit da Lousa Digital. No entanto, há uma necessidade de capacitar os professores e coordenadores pedagógicos para manipular de forma eficaz este mecanismo, que é totalmente compatível com o Projetor Interativo. “Nos próximos meses iremos realizar oficinas presenciais de Formação para o uso pedagógico da Lousa Digital Interativa nas escolas, além de um curso à distância para educadores”, revelou o coordenador da CED, José Renato Gomes.

A diretora Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, Valdenice Estrela, aprovou a iniciativa. “É uma nova possibilidade de ferramenta pedagógica que já existia e não era utilizada por falta de formação, agora com essa capacitação as aulas serão mais interessantes atraindo o alunado para dentro da escola”, afirmou. A lousa digital é uma ferramenta com recursos audiovisuais, que possibilitam o desenvolvimento de atividades interativas entre alunos e professores, obtendo assim, uma aprendizagem diferenciada, pautado no uso das tecnologias educacionais.

ASCOM IAT